Novas Editoras


Sempre paro para analisar comportamentos e ações e percebo que as coisas sempre são meio cíclicas. É meio que como uma corrente de pensamento que perpassa por várias pessoas em diferentes lugares e em diferentes contextos e que dita as regras de determinados comportamentos.


Alguns chamam este fenômeno (se é que seja um) de “onda”, ou de “febre”, ou ainda de “mania”. Por exemplo, observe na sua cidade. Já aconteceu de abrir um novo comércio, com uma pegada diferente, e de repente a cidade toda está tomada por esta nova pegada e todo mundo meio que só fala disso? Na minha cidade aconteceram recentemente duas “febres” destas: uma delas de casa de açaí. Só tínhamos em casa de suco. De repente a cidade toda estava lotada de casas de açaí para todo o lado, do centro aos bairros. Outra “onda” foi de hamburguerias gourmet. Não tinha. Abriu uma. Semanas depois você poderia escolher um hambúrguer gourmet por dia da semana e não repetiria o endereço.


Pois bem, poderíamos dizer que o hábito da leitura está sendo disseminada no Brasil por uma destas “manias”?


Sabemos que o Brasil é conhecido como um país que pouco lê. Média de 4 livros por ano! Realmente uma média muitíssimo baixa. Porém notamos que estes números estão mudando. Muitos jovens nas livrarias, centenas de blogueiros e blogueiras literárias, youtubers publicando seus livros (sem entrar no mérito da questão aqui, seria assunto para um outro post), autores cada vez mais jovens e criativos! Gente, se for uma onda, que ela demore à beça a passar!


Bom, daí entramos no assunto do título. Editoras Novas. Tanto se tem falado de livros e leitura, tanto se percebe novos autores brotando às centenas, tanto se nota que os jovens estão a cada dia mais adeptos ao hábito, que não seria diferente. Novas oportunidades de publicação surgiriam. E é lindo de se ver!


É claro que muitos autores e leitores comentam dos valores cobrados, das exigências feitas e das cláusulas contratuais que não favorecem muito aquele que não tem um certo dinheiro guardado. Mas ainda assim acho válido o surgimento de tantas opções e tantas oportunidades.


Veja algumas destas novas Editoras, que fazem um trabalho bem legal:

Editora Coerência Editora Pen Dragon Editora Schoba










DarkSide Books Edições Tapioca Editora Descaminhos











No Brasil existem pelo menos 750 editoras (fonte: Estadão cultura). Muitas delas muitíssimo jovens como as citadas acima.


Caso você tenha uma criação guardada aí, escondida ou até mesmo esquecida, levante, sacode a poeira e dê a volta por cima! Pesquise, pergunte, converse, pechinche, se jogue. Aproveite a onda e mergulhe nela. Vai que dá certo!!!! ;)


Posts Em Destaque
Posts Recentes